Momento das revelações

  Mauricio Fiss *     11/01/2022
Momento das revelações

Com crescimento contínuo desde sua primeira edição realizada em dezembro de 2017, o Amigo Secreto de Infor Channel 2021 conta com 129 participantes. A iniciativa, que já é aguardada pelo mercado ao final de cada ano, tem como proposta a troca de perguntas e de respostas no lugar de presentes. 


Na verdade, o setor como um todo ganha um presentão: um rico pacote recheado com um consistente e belíssimo conteúdo mais que relevante. Eles podem ser um termômetro, um indicador da situação atual e futura do mercado de Tecnologia da Informação e Comunicações – TIC e de seu ecossistema, composto por fabricantes, distribuidores, revendedores, integradores, provedores de soluções, provedores de Internet e de Telecomunicações, desenvolvedores e, de forma geral, os profissionais da área. 


É uma forma diferente de “bater um papo” com todos os participantes, conhecer as ideias, detectar tendências e saber quais são as dificuldades e superações de companhias que estão no mesmo barco, independentemente da atividade-fim. O caminho percorrido e relatado nas respostas a seguir pode ser uma orientação para o leitor. A ‘dor’ sentida por um executivo e como percalços foram superados podem ser o analgésico para outros tantos, mesmo que não estejam na ‘brincadeira’.


Em destaque


Este ano a maioria das indagações girou em torno da propalada Segurança Cibernética, necessária para a continuidade dos negócios, do astronômico volume de Dados que o mundo gera, em como incrementar a Experiência do Cliente; quais as principais tendências em tecnologia e como lidar com elas. 


Os participantes também estão interessados em saber de seus pares em TIC o que esperam de 2022, com as eleições majoritárias previstas e a vigência da LGPD. Há muitos outros assuntos levantados, entre eles, os desafios para os Canais, a baixa qualidade e a consequente disputa por mão de obra em TI, como vender para o usuário final, além de questões de compliance, de sustentabilidade e de investimentos. 


Por que impressa?


As mídias Infor Channel têm como premissa fomentar e divulgar as notícias, tendências e evolução do setor de TIC. Porém, vai além, ao promover a troca de experiências e a aproximação entre os elos de toda a cadeia por meio do Amigo Secreto, além de outras atividades como os prêmios A Escolha do Leitor e Excelência em Distribuição, e entrevistas em vídeos. 


A editora Mais Energia, por meio de seus jornalistas, mantém o site www.inforchannel.com.br com as notícias mais “quentes” do dia, no formato digital.


A impressa é o veículo para apresentar reportagens mais densas, mais profundas e explicativas. São as entrevistas com um número maior de executivos que dão essa qualidade à revista em relação ao site, mais dinâmico, porém superficial por sua característica. 


Com periodicidade mensal, leva aos leitores temas do momento, tendências tecnológicas e mercadológicas que, de alguma forma, impactam os negócios e os profissionais de TIC. 


E, para finalizar, vale lembrar que todo o processo de troca de perguntas e respostas do Amigo Secreto é sigiloso e a revelação somente acontece nesta edição especial.


Como sua empresa vem atuando para organizar, estimular e medir o desenvolvimento de inovações para o negócio, tanto com foco interno como para o mercado?
Maurício Fiss, diretor de Inovação e TI da ICTS Protiviti 


Temos investido de forma orgânica, recorrente e consistente na digitalização de processos, de modo a oferecer uma solução de suporte omnichannel, em que tanto nossos clientes como nossos parceiros definem se querem abrir um chamado via WhatsApp, por chat ou outro meio. É uma forma de democratizar o atendimento, valorizar o contato e resolver demandas simples, mas determinantes na avaliação de uma segunda compra. Muitas empresas ainda se preocupam quase que somente com a venda e se esquecem de que todas as interações com o cliente são importantes. Para nossos parceiros, também temos investido em um portal onde rapidamente se obtém desde os mais diversos materiais e colaterais de marketing, sobre produtos, serviços e soluções até o preço para um projeto ou solução independente do estado e tratativa fiscal. Parece simples, mas é desafiador. 
Rodrigo Guercio, vp de Negócios Considerando a efetivação do Corporativos da Positivo


Quais ações foram feitas para manter a proximidade com os clientes mesmo em um momento adverso e de movimentação da equipe para o trabalho remoto? 

Rafael Martins, CEO da Maxima Tech 


Antes da pandemia vínhamos realizando ações para viabilizar o trabalho remoto de nossas equipes. Assim, quando o distanciamento social foi adotado para combater a Covid-19, realizamos esta adaptação com esforço, dada a urgência necessária, mas sem improvisações. Já em modo home office, aportamos melhorias na experiência do nosso time, provendo inclusive a infra de internet em casos extremos. Este contexto foi positivo na interação com nossos clientes. Pudemos tomar a iniciativa de contato e condução remota das atividades e, em muitos casos, oferecemos dicas e serviços que os ajudaram a estabelecer o teletrabalho de forma eficiente e segura. Em paralelo, intensificamos nossas ações de marketing digital e relacionamento, ampliando nossa exposição e proximidade com nossos clientes e o engajamento com nosso mercado neste período desafiador. 

Maurício Fiss, diretor de Inovação e TI da ICTS Protiviti


Maurício Fiss, diretor de Inovação e TI da ICTS Protiviti

Fonte: Revista INFORCHANNEL