Due Diligence de terceiros

Para um Programa de Compliance efetivo e o monitoramento dos riscos advindos de terceiros, é fundamental que sua empresa conheça a fundo seus fornecedores e parceiros.

O Due Diligence de terceiros é realizado através da qualificação, homologação e recadastramento de prestadores de serviços, representantes, fornecedores e consultores.

Esse é um procedimento que já é obrigatório em processos de M&A. Contudo, com a responsabilidade estendida trazida pela nova Lei Anticorrupção, o Due Diligence de terceiros deve ser uma atividade contínua e presente nas organizações.

baseada em níveis de verificação por graduação de risco, no histórico dos fornecedores (envolvimento em casos de corrupção, fraudes, processos judiciais, etc), no setor em que atua e no grau de dependência da empresa pelo fornecedor.

Também deve ser considerado o perfil ético do profissional que possui contato direto com fornecedores e está envolvido no processo de decisão para a contratação de serviços ou a compra de produtos.

De acordo com a pesquisa da do Perfil Ético dos profissionais brasileiros da ICTS, 75% das empresas brasileiras afirmam não ter nenhum procedimento de Due Diligence de terceiros implantado.

 

 

publicações disponíveis
sobre o assunto
Files